Apresentando o azul bromotimol!

Saindo um pouco dos temas habituais sobre o corpo humano/meio ambiente com que a gente trabalha mais, o UC recebeu uma pergunta que nos fez lembrar as aulas de Química, experimentos do Mundo de Beakman (o pessoal mais velho certamente vai lembrar!) e as letras miúdas de uma bula especificando a composição de um remédio. O Allef Kennedy, de 11 anos, nos mandou uma mensagem perguntando o seguinte: “Como é feito o azul bromotimol? Por que quando o sopramos com um canudo ele fica amarelo?”. Para responder a pergunta, conversamos com o Alfredo Mateus, que é professor de Química no Colégio Técnico da UFMG.

Primeiro, o que é o azul bromotimol? Segundo o professor, é um corante preparado a partir de um ácido modificado, que contém bromo (daí o nome “bromotimol”). Esse corante tem uma capacidade especial: pode mudar de cor, dependendo de onde for colocado e com o que estiver misturado. Alfredo explica que “se a água em que ele estiver dissolvido for um bocado ácida (como suco de limão, vinagre ou refrigerante), ele fica amarelo. Se a água for alcalina – ou seja, o contrário dos ácidos (quando tem bicarbonato de sódio, por exemplo) – ele fica azul”.

Ele lembra ainda que o azul de bromotimol, se for misturado em água pura (que é neutra), não fica amarelo nem azul: fica verde, que é a mistura das duas cores. E por que ele fica amarelo quando o sopramos com um canudo? Eis a razão: “o gás carbônico que sai da nossa respiração dissolve na água e a torna mais ácida. Com isso, o azul de bromotimol fica amarelo”, conta o professor.

Interessante essa substância, não? Vale lembrar que se você quiser fazer qualquer experiência em casa, chame seu pai, sua mãe ou algum adulto que estiver por perto. Mexer com experimentos químicos é bem legal mas pode ser muito perigoso também!

Essa pergunta foi ilustrada por Leonardo Barros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *