Como acabar com as espinhas do corpo?

Se não tem como escapar das espinhas (sim, espinhas também surgem por causa dos nossos hormônios!), o que será que a gente pode fazer para diminuir a quantidade e até acabar com elas? A Yhasmin tem 11 anos e nos deixou essa pergunta pelo site. Falamos com a Patrícia Martins, que é doutoranda em Biologia Celular na UFMG, e ela disse que esse é um problema muito comum entre os adolescentes, mas pode acontecer em qualquer idade. Ela diz que isso acontece porque o nosso corpo, principalmente na adolescência, produz hormônios que podem fazer surgir as espinhas, ou acne, mas depois de algum tempo, acaba se acostumando com eles e acaba por superar a acne.

E a dica é a seguinte: “acabar com cravos e espinhas não é tarefa fácil, mas existem tratamentos eficazes para o combate a acne. A melhor saída é procurar um médico especialista para problemas de pele, chamado dermatologista. Os dermatologistas classificam a acne em graus, assim, cada pessoa recebe um tratamento para o seu tipo de pele”, Patrícia explica. Levar o tipo de pele em consideração é importante porque o tratamento que funciona para seu amigo pode não funcionar para você.

E não para por aí: “o problema também pode passar de pais para filhos (o que os cientistas chamam de “genético”), e, se você tem acne, certamente o seu pai ou sua mãe também a tiveram quando tinham a sua idade”. O melhor mesmo é pedir para eles te levarem ao médico, mas, enquanto espera para falar com um dermatologista, vão algumas dicas:

“Tome muito cuidado com o sol – passe filtro solar todos os dias, pois a exposição aos raios solares pode agravar o problema. O filtro solar não deve ser oleoso, pois a oleosidade e produção de sebo excessiva é que causam a acne. Além disso, evite cutucar, espremer e coçar, pois pode causar cicatrizes. Evite também usar as receitinhas caseiras (algumas são mitos, como passar creme dental na espinha, que pode ressecar muito a pele). Estudos realizados por cientistas sempre enfatizam a alimentação saudável como fonte de vitaminas e minerais essenciais para uma pele saudável”.

E aí, tomou nota?

Essa pergunta foi ilustrada por Bruno Sommerfeld.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *