De onde vem a diabetes?


De onde vem a diabetes? Quais são seus sintomas? Quem nos enviou essa Pergunta foi o Antonio, que tem 11 anos e mora na Serra do Cipó. Quem nos responde são: Débora D’ávila, professora do Instituto de Ciências Biológicas da UFMG e a Camila Rabelo, aluna de medicina da UFMG.

Então, uma pessoa que tem essa doença chamada Diabetes não consegue controlar bem a utilização do açúcar pelo corpo. O açúcar, encontrado em vários alimentos como arroz, macarrão e doces serve de energia para o funcionamento de todas as células do nosso corpo.

Então, assim como um rádio precisa de energia elétrica ou da pilha pra funcionar, as células do nosso corpo precisam de açúcar para que a gente possa respirar, correr, pensar e até dormir. Mas para que o açúcar entre dentro das células é preciso de um outra substancia chamada Insulina. A insulina é produzida pelo pâncreas, um órgão que fica do lado esquerdo da nossa barriga, e a insulina tem que ser distribuída por todo o nosso corpo através do sangue. Na pessoa que tem diabetes o açúcar não consegue sair do sangue e entrar nas células.

Existem dois tipos de diabetes, tipo um e tipo dois. Na diabetes tipo um o próprio corpo daquela pessoa começa a destruir as células do pâncreas e por isso elas têm pouca insulina e precisam tomar injeções de insulina, constantemente. E na diabetes tipo dois a insulina é produzida normalmente, mas as células do corpo não conseguem colocar o açúcar pra dentro.

Então, de um jeito ou de outro a pessoa que tem diabetes tem muito açúcar no sangue, mas pouco açúcar dentro da célula. Agora você pode entender porque uma criança que tem diabetes se sente mais cansada do que as outras que não tem essa doença. Mas olha uma criança com diabetes pode brincar e viver normalmente, basta procurar um médico e seguir o tratamento adequado, ok?

3 thoughts on “De onde vem a diabetes?

  1. Bom dia pessoal,

    Lindo trabalho, estão de parabéns, fico ansiosa para ver novas animações. Deixo como sugestão, diminuir um pouco o volume da música e aumentar os da vozes. Às vezes fica difícil ouvir.

    Abraços!

    Karla

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *