De onde vem a nossa voz?


Que bom que a gente consegue falar, cantar, enfim, nos comunicar usando a nossa voz, não é verdade? Mas de onde será que ela vem? Esta foi a pergunta que a Bianca, que tem 11 anos e estuda no Centro Pedagógico da UFMG, nos fez. Quem nos dá pistas sobre o que acontece é a Débora D’ávila, professora do Instituto de Ciências Biológicas da UFMG e coordenadora do Universidade das Crianças. Veja o que ela disse:

“Bianca, coloque a mão no seu pescoço, logo abaixo do queixo, nessa parte que fica um pouco mais para fora. Agora comece a falar.

E então – sentiu uma vibração? São as suas cordas vocais vibrando! Não é bacana? Você tem cordas vocais que vibram como as cordas de um violão, e é daí que vem a sua voz, ou o seu canto.   Agora, o que faz as suas cordas vocais vibrarem, Bianca, é movimento do ar que você expira,  que vem dos seus pulmões e que você joga pra fora.

Mas existem outras coisas que ajudam a formar a nossa voz. O movimento da língua, da bochecha e até o nosso cérebro, que controla não só o que falamos, mas como falamos.  Aí podemos falar alto ou baixo, rápido ou devagar, bravos ou calmos, enfim, do jeito exato que a gente quer falar.”

Legal, né?

One thought on “De onde vem a nossa voz?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *