De onde vem o riso?

A pergunta é do Caio Hiro Uchigasaki Pinheiro, que mora no Distrito Federal, Brasília.

“Gostaria de saber de onde vem o riso?”

Ei, Caio! Achei sua pergunta muito interessante e curiosa. Meu pai me dizia que o sorriso é uma “portinha” para conhecermos outros corações e eu concordo com ele. Rir é uma forma de aproximar-se das pessoas e, muitas vezes, demonstrar que você gostou de algo, se divertiu e perceber se o outro teve essas emoções. Os sorrisos têm várias formas e jeitinhos que são únicos e especiais a cada um. Ele pode ser aquela gargalhada alta, um riso tímido, pode vir com ou sem som, pode deixar as bochechas vermelhinhas e tirar a respiração por instantes. Seja como for, ao sorrir você expressa emoções.

O riso demonstra ,na maioria das vezes, o sentimento de alegria. Os estudiosos afirmam que a alegria é uma emoção essencial nos humanos e desde o nascimento, temos a capacidade de reconhecer esse sentimento nos outros. Quando as pessoas abrem um sorriso ao dar um “bom dia”, ao falar um “oi”, ao conversar, tudo isso facilita com que nos conectamos com os outros. 

Mas o que acontece no nosso corpo quando sorrimos? Quando escutamos, enxergamos e percebemos algo do ambiente o cérebro vai interpretar aquela informação. Se ele entender que a informação tem graça e humor, vai ser disparado um sinal involuntário, ou seja, sem que você tenha o controle sobre aquilo, com uma mensagem para os músculos da face se mexerem, o que leva aos cantos da boca se abrirem e aos olhos ficarem pequenininhos. Muitas vezes, conseguimos segurar a risada, mas também tem algumas vezes que a alegria é tão grande que é impossível segurar, não é?

Rir funciona como um remédio para o coração, ajuda a relaxar e a diminuir o estresse, nos faz sentir melhor e nos deixa de bom humor. Eu adoro dar muita risada quando estou com meus amigos, quando assisto um filme ou leio histórias em quadrinhos. E você, Caio, como você se sente quando ri muito?

Texto de Luana Carelli e ilustração de Marianna Teixeira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *