Para que servem os números?

Números estão espalhados por todos os lugares e, desde que começaram a ser usados, se tornaram uma parte muito importante da nossa vida. Outro dia, a Tatiana nos deixou uma pergunta pelo site: “para que servem os números?”. Pensando nisso, fomos conversar com o professor Dan Avritzer, do departamento de Matemática do Instituto de Ciências Exatas da UFMG.

Segundo ele, os números têm uma importância enorme na nossa sociedade hoje “porque praticamente todas as atividades humanas envolvem algum tipo de contagem”.

E dá alguns exemplos: “você tem uma conta no banco, tanto você quanto o banco precisam saber quanto você tem lá. Se você tem uma caderneta de poupança, deposita uma quantidade de dinheiro, contada em números, e precisa calcular os rendimentos, que também são dados em números. Se vai comprar um carro, o carro tem um preço, e você precisa saber com quantos meses e com quanto de juro você vai comprar o carro”.

E não é só isso. “Na ciência, é praticamente impossível se fazer qualquer coisa sem se utilizar de números. Em todas as áreas das ciências é preciso se utilizar de números”. O professor diz que os povos antigos, por exemplo, usavam os números para controlar a produção de suas lavouras, e hoje, mesmo que os usemos também para isso, temos formas de contagem e de cálculo mais sofisticadas.

“Podemos fazer a previsão do tempo diariamente, e para isso são necessários modelos matemáticos sofisticados que têm muito mais do que números, mas os usam também. Em outros campos aplicados como a Física, há uma série de teorias sofisticadas mas que sempre tem o cálculo numérico”.

Além disso, os números nos fornecem dados sobre o mundo à nossa volta e permite que os interpretemos. Sobre isso, Dan Avritzer traz um lembrete bem útil: “é de Galileu (famoso astrônomo italiano do século XVII) a seguinte frase: ‘a Matemática é a linguagem da Física’”.

Não é legal que usemos os números para entender a natureza também?

6 thoughts on “Para que servem os números?

  1. Oi pessoal, sou mãe de uma criança que acabou de completar seis anos, ela gosta de respostas mais diretas, quando há muita informação, acaba se dispersando… Penso que a resposta poderia vir mais clara, no início do parágrafo e então aparecessem os exemplos, justificativas, dados históricos. Imagino que ficaria mais “didático”e atenderia a todas as idades.
    Mas eu pessoalmente achei a informação muito rica! Obrigada!
    Caroline

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *