Por que nascem gêmeos, trigêmeos, quadrigêmeos?

Oi, Jorge! Sua pergunta é muito boa mesmo. Quando eu era mais novo, também tinha muita curiosidade em saber como ocorrem esses nascimentos múltiplos.

Os gêmeos, trigêmeos, quadrigêmeos e todos os outros nascimentos múltiplos acontecem de duas formas.

Sabe aqueles irmãos que são idênticos uns aos outros? às vezes, é até difícil de saber com qual deles a gente está conversando, não é? Eles são chamados de irmãos univitelinos. Isso mesmo. Uni-vi-te-li-nos. Nesses casos, ocorre uma única fecundação, que é o encontro de um espermatozóide do pai com um óvulo da mãe para formar uma célula, chamada zigoto. Normalmente esse zigoto origina todas as células do nosso corpo. No entanto, nos casos dos nascimentos múltiplos, o montinho de células que se formou a partir do zigoto é separado em grupinhos que originarão cada gêmeo, trigêmeo ou quadrigêmeo. Assim, esses irmãos são sempre do mesmo sexo e muito semelhantes, já que são derivados de uma única fecundação.

Agora você já deve ter reparado que também há outros gêmeos que não se parecem nem um pouquinho, não é mesmo? Eles podem ser até mesmo de sexos diferentes. Isso ocorre porque eles são resultado de fecundações diferentes, ou seja, cada irmão é formado a partir da união de espermatozóides e óvulos diferentes na mesma gravidez. Eles são chamados de irmãos fraternos. São irmãos que apenas compartilham o mesmo útero ao mesmo tempo.

Então agora você já sabe, né?! Os gêmeos trigêmeos e quadrigêmeos podem ser univitelinos, quando se originam a partir de uma única fecundação, ou fraternos, quando ocorre mais de uma fecundação na mesma época.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *