Por que o ouro não enferruja?

Antes de responder sobre o ouro, vamos pensar um pouco sobre o que é enferrujar. Como o nome diz, a ferrugem é algo que acontece com o ferro. Quando o ferro está exposto ao ar na presença de água, ele sofre uma transformação, uma reação química que produz algo que não estava lá antes: a ferrugem ou óxido de ferro, aquele material alaranjado que se forma por cima do ferro.

Se você deixar uma palha de aço molhada na pia, rapidinho ela vai estar toda marrom. A ferrugem é um composto que contém oxigênio e ferro. Quando falamos de outros metais reagindo com o oxigênio e formando óxidos, não usamos o termo enferrujar, mas sim oxidar.

Você já deve ter reparado em moedas de cobre que, após um tempo, ficam escuras. Isso acontece porque o cobre se oxida. Se você passar um pouco de vinagre ou suco de limão na moeda, o ácido irá dissolver o óxido de cobre e a moeda ficará brilhante como nova. Podemos colocar os metais numa fila, na ordem da facilidade que eles têm de se oxidar.

Alguns metais se oxidam facilmente, como o zinco e o ferro. Outros como o cobre e a prata demoram muito mais para se oxidar. Quanto mais difícil for um metal reagir com, por exemplo, o oxigênio do ar, mais nobre é esse metal. é uma coisa da nobreza, de não querer se misturar com os outros plebeus… O ouro é um dos metais mais nobres, bem no fim da fila, tanto que, em condições normais, ele não reage com o oxigênio e assim não se oxida. Por isso, encontramos o ouro na natureza como metal, sem estar ligado a outros elementos.

Ilustração: Bruno Sommerfeld

5 thoughts on “Por que o ouro não enferruja?

    1. É bom saber que estamos contribuindo positivamente com o nosso trabalho! Obrigada por nos acompanhar! Todas quinta- ferira tem postagem de novas perguntas no nosso site! Fique ligado!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *