Como surgiram as palavras?

“Baik hari!”
“Buenos dias!”
“Good morning!”
“Bom dia!”

Você acorda, sente fome, vai à padaria buscar uns pãezinhos e cumprimenta o caixa com um “bom dia!”. Todos os dias pela manhã, certamente muita gente também faz isso na Malásia, na Argentina e na Austrália. E muito provavelmente elas também dizem “bom dia!” – só que usando outras palavras. E você? Já reparou que as pessoas usam formas diferentes de dizer a mesma coisa dependendo do lugar onde estão?

Já parou para se perguntar de onde as línguas vieram? Será que todas elas têm um ancestral comum? Para citar a dúvida da Júlia, que tem 10 anos e mora em BH, “como surgiram as palavras?”. Sobre essa pergunta nada simples e muito interessante, pedimos a ajuda do Dr. Jacyntho Lins Brandão, que é professor de língua e literatura grega na UFMG.

Segundo o professor, não é possível saber a origem exata das palavras. Isso é porque tudo o que a gente sabe sobre linguagem humana depende do registro escrito de povos antigos (principalmente do Oriente Médio). Mas quando surgiu a escrita, muito provavelmente a oralidade já estava em um estágio avançado. O Dr. Jacyntho explica que “a língua mais velha de que se tem registro é o Sumério, da região da Mesopotâmia (atual Iraque), usada mais de 3000 anos antes de Cristo. Também há o Egípcio (usado por volta de 3000 a.C) e a língua que se falava na China por volta de 2000 a.C.”. E como eles escreviam? “Os egípcios e os sumérios gravavam suas letras em pedra, e os chineses, em cascos de tartaruga”, conta o professor. Algo muito curioso nisso tudo: apesar de serem muito antigas e terem existido em lugares não muito distantes, essas línguas não pertencem a uma mesma família!

Isso complica um pouco a situação. Mas há uma pequena luz no fim do túnel: “Se o homem tem uma origem comum (tudo leva a crer que esteja na áfrica), faz sentido pensar que as línguas também tenham uma origem comum”. Mas tudo indica que essa “primeira língua” vai permanecer no escuro. “O que é possível saber sobre essa primeira língua são apenas características muito gerais, comuns a todas as outras, como a sua função social para a comunicação e como forma de o Homem se relacionar com o mundo e classificar as coisas”, explica o professor.

Mas talvez você esteja se perguntando, “legal, mas como é que as palavras realmente apareceram?”, bom, o Dr. Jacyntho diz que isso possivelmente aconteceu do mesmo jeito que com as crianças: experimentando sons. E conclui: “a palavra aparece quando se associa um som com um significado, daí surge a linguagem”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *